quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

SEMINÁRIO MPLA EM 1974

Em 10 Dezembro de 1974 realizou-se um seminário de militantes do MPLA em Munique do qual resultou a seguinte declaração. Não teceremos comentários porque a interpretação deve ser livre de cada um, e sabendo interpretar a História até ao presente. Refira-se que na data referida comemorava-se o 18º Aniversário do Partido.
Amanhã comemora-se o 59º Aniversário do partido! Há de fato documentos muito mais relevantes do que este serem revelados publicamente, porque hoje a Nação está consolidada e urge formar as gerações vindouras para que saibam continuar a respeitar a uma História e não se deixem encantar pelo facilitismo que reina no mundo contemporâneo.
Todos que amam Angola deveremos continuar a defender os valores de um Só Povo e uma Só Nação, de Cabinda ao Cunene, combatendo todos os emissários de vontades estranhas a Angola.




quinta-feira, 26 de novembro de 2015

BONGA É NOSSO!

Deixo aqui o meu duplo tributo ao compatriota Bonga. Artista que atravessou muito o caminho das pedras da vida até chegar ao momento alto e grande líder da canção e cultura angolana. É um exemplo para muitos como foi público testemunho na homenagem prestada no Casino do Estoril. Em boa hora, a Associação Kilombo liderou esta homenagem, numa semana que alguns falam que pela primeira vez um(a) angolano(a) assume funções governativas em Portugal, tal é uma enorme falsidade porque já ocorreram outros casos. Do mesmo modo, há portugueses em funções governativas em países lusófonos. Devidos a situações desta natureza sempre fui e sou favorável à cidadania lusófona plena.

sábado, 21 de novembro de 2015

terça-feira, 3 de novembro de 2015

JUSTIÇA POLÍTICA E PELO POVO

Como é possível tantos casos que ligam diretamente ou indiretamente ao anterior Primeiro-Ministro, será tudo fantasia? Será que houve mesmo corrupção? Ou será ajuste de contas porque ele cumpriu tudo que prometeu a certos camaradas? E que leva o António Costa a correr para poder se ele até foi Ministro da Justiça e número dois do filosofo?
Acordem portugueses!


segunda-feira, 26 de outubro de 2015

domingo, 18 de outubro de 2015

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

sábado, 29 de agosto de 2015

segunda-feira, 20 de julho de 2015

quarta-feira, 8 de julho de 2015

CITANDO MÁRIO CAETANO

Um agradecimento aos bombeiros voluntários, pelo trabalho em prol da sociedade, ambiente, fauna e flora, ou mais não seja pela simples máxima de "vida por vida". Portugal regista 5.703 hectares ardidos nos últimos 20 grandes incêndios, em conformidade com os dados da Comissão Europeia, infelizmente incompletos por falta de referência, lamento profundamente. Em dois dias, cinco bombeiros feridos, além de danos materiais, sem cobertura ou palavra das alegadas tutelas. O presidente da entidade é escusado, não escrevo nomes, devia prestar contas noutro sítio. Aliás, desculpem o desabafo, farto delas todas que não sabem o que decidem sem saber ligar uma mangueira. Na maioria eleitos por partidos ou outras cumplicidades, que os ou as fazem chegar a comandante de coisa nenhuma, mas dão ordens e bem remunerados. Começo a ficar cansado de campanhas de prevenção e projetos de intervenção no inverno, que entretanto também ardem, oficiais superiores que absorvem postos e lugares de comando, bem-falantes e de boa imagem frente as camaras de televisão. No entanto, Portugal, o meu país, continua a arder. Para que fique claro, foram os GIPS da GNR que safaram o piloto que espetou o helicóptero em Lamoso, Paços de Ferreira, aeronave com 1836 horas de voo diz a empresa. Quanto ao comandante do heli ligeiro, a empresa diz que “tem 37 anos, cerca e 1500 horas de experiência de voo”. Será que tem mesmo a experiência divulgada, ou teremos que retirar dois zeros às horas tornadas públicas? Fica a homenagem e o reconhecimento a quem verdadeiramente combate as chamas, os Bombeiros.

quarta-feira, 27 de maio de 2015

GERAÇÃO DA LIBERDADE

http://www.rtp.pt/play/p1879/e196263/a-geracao-da-liberdade

domingo, 24 de maio de 2015

terça-feira, 28 de abril de 2015

LUSOFONIA

https://movimentolusofono.wordpress.com/

segunda-feira, 20 de abril de 2015

quarta-feira, 8 de abril de 2015

II Congresso da Cidadania Lusófona

Reportagem da Deutsche Welle: http://www.dw.de/1-de-abril-de-2015-noite/av-18357355

domingo, 5 de abril de 2015

4 de ABRIL DIA DA RECONCILIAÇÃO NACIONAL EM ANGOLA

Angola vive em Paz desde 2002! Depois de longos anos em permanente conflito interno em 4 de Abril de 2002 foi assinado o acordo de Paz e desde daí Angola iniciou processo de projeção de condições para tornar-se uma potência em África, no nosso ponto de vista ombreia com a Nigéria. O povo angolano na diáspora por terras lusas sente e vive com a intensidade do interior os problemas e ansiedades do crescimento e desenvolvimento da Terra da Palanca Negra. Integrando as comemorações dos 40 anos da Independência várias centenas de angolanos juntaram-se na Baixa da Banheira para dar viva à Paz e Reconciliação Nacional, assistindo a diferentes culturais, lançamento de balões, ofertas de donativos e sem esquecer discursos e a oferta gastronómica. Aqui ficam algumas imagens alusivas.

segunda-feira, 30 de março de 2015

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

SAUDADES DE LUANDA

É tão bom recordar! Faz doer, mas sabe bem! Ai que saudades do nosso tempo! Que saudades da nossa "malta"! Que saudades do nosso "Cine-Colonial" e o filme "Aventureiros na Lua"! Que saudades do "Sansão e Dalila"! Que saudades da "Auto-Reparadora" e da Igreja de São Paulo e da "Minerva"! Que saudades do Sr. Brito da Farmácia S. Paulo, que tratava as equizemas , conhecidas por "flor do Congo" ! Que saudades das sandes de peixe frito do velho "Campino", e daquele seu "boteco" defronte da Farmácia São Paulo! Ai que saudades dos doces de ginguba da velha Donana! Que saudades do Sr. Torrão que vendia no seu carrinho de gelados, os "pirolitos" e a "paracuca", do Seixas! Do "Carinhas"! Do palhaço "Pipofe" e do Carlos da "Casa Lina"! Ai que saudades do "Bar Mariazinha e do Sr. Azevedo...Ai que saudades de todas estas saudades! Saudades de ti, saudades de mim, do tempo e das palavras inocentes que utilizávamos nos nossos diálogos. Há palavras do tempo que faz e há palavras do tempo que é...As palavras do tempo que é, escondem-se por dentro do tempo que faz e certas palavras do tempo que faz matam a palavra do tempo que é!! Lembras-te do Baleizão e das sandes de presunto e daqueles "finos" de cerveja CUCA, tiradas à maneira, pelo Tarik? E dos restaurantes da conduta com o seu inigualável bacalhau assado na brasa com as travessas cheias de azeite e do frango de churrasco e de cabidela com arroz malandro, também eles confeccionados nos restaurantes da conduta. Lembras-te do Bairro Zangado e do Muceque Mota? Do Rangel, da Maianga, Vila Alice, Vila Clotilde, Samba, Praia do Bispo, Cassequele, Ingombotas, Marçal, Farra do Braguêz, Bairro da Lixeira, Sambizanga, Caoope...LEMBRAS-TE? E dos Cinemas: "Tropical", "Nacional", "Império", "Miramar", "Restauração", "Cine-Colonial", "Kilumba"...E do "BÊ-Ó"? Com aquelas suas "baronas" (Bailundas, Madeirenses, Indianas, Cabo-verdianas, "Tugas" de Viseu, da Lourinhã e de outras localidades daqui do "Puto"!). E da "Cagalhoça"? E da "Maria das Pressas"? E das "Aleijadinhas" (Irmãs gêmeas)? Grandes "trumunos"!! Cacuaco, Caxito, "Mabubas", "Quifangondo", "Marabunta" inicialmente no Kaiser vermelho e mais tarde no seu "Chevrolet descapotável também ele vermelho"... Aiué "Santo-Rosa"! Aiué Loja dos "Cambutas"! Aiué "Casa Branca"! Aiué "Catonho-Tonho"! Aiué "Casa Carmona"! Aiué "Gajajeira"! Aiué "Casa Sabú"! "Casa Queimada"! "Karibala"! Desportivo de São Paulo! Aiué "Copacabana"! Aiué o "REX"! Aiué "Liceu Salvador Correia"! Rádio Clube de Angola, com a voz inconfundível de Santos e Sousa! "Uma voz portuguesa em África"! Aiué "Lusolanda", "Robert-Hudson", "Casa Americana", "Bicker", "Quintas e Irmão", "Armazéns do Minho", Aiué "Poço da Morte" com Fernando Silva, "jovem audaz artista português, que sobe as paredes lisas, sem feitiço, do Poço da Morte"! Subam Meninas! Subam! Irão assistir a um espectáculo nunca dantes visto, onde há a perícia, o Arrojo, a audácia, o sangue-frio e o desprezo pela vida! Depois do espectáculo, a entrevista ao "Bumbo": -Então Amigo? O Senhor gostou do espectáculo? Resposta do patrício: -Quer dizer...gostar, gostar, propriamente não lhê gostei. Maje...não deram o Arrojo, qui diziam qui davam! São essas recordações, que nos fazem chorar de saudades! A fragrância da "Katinga", do "Mufete", "Carangueijo de Moçamedes", garôpa, peixe galo, peixe pungo, corvina, peixe prata, o popular "Cacusso assado com feijão de óleo de palma", do "pirão" (caldo com farinha e peixe), indicado para se tomar após uma "ressaca"! "Kimbombo", "Marufo"...?!!!! E a nossa Ilha!!!!! ???? Ilha distante...tépido Sol...amena frescura das tuas ondas tropicais outras vezes perigosas conhecidas por calema; Acalmia, sossego e paz no encanto da embriaguez de um e do outro. A voz do tempo! A voz daqueles que já partiram!!! A sua voz, suavemente, relança o tempo que é numa estranha melodia que se entranha no íntimo até ao limiar do desejo. AIUÉ MINGUITO, com a sua concertina!! Aiué Velha Guinhas (Cega), mas que via mais do que todos nós! TUDO PASSOU....TUDO PASSA...Um oculto fogo nos ateia a alma. O tempo parece-nos infinito nessa paragem de mágico sabor...e a ilha do Mussulo, para onde íamos transportados pelo Kapossoka e pelo Kitoco. TOU CHEIO DE SAUDADES DE TI....LUANDA!!! (CITAÇÃO)

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Sua Alteza Real, D. Mário Soares "o chulo de Portugal"

Fortíssimo texto de Clara Ferreira Alves sobre Mário Soares, no Expresso Tudo o que aqui relato é verdade. Se quiserem, podem processar-me. Eis parte do enigma. Mário Soares, num dos momentos de lucidez que ainda vai tendo, veio chamar a atenção do Governo, na última semana, para a voz da rua. A lucidez, uma das suas maiores qualidades durante uma longa carreira politica. - A lucidez que lhe permitiu escapar à PIDE e passar um bom par de anos, num exílio dourado, em hotéis de luxo de Paris. - A lucidez que lhe permitiu conduzir da forma “brilhante” que se viu o processo de descolonização. - A lucidez que lhe permitiu conseguir que os Estados Unidos financiassem o PS durante os primeiros anos da Democracia. - A lucidez que o fez meter o socialismo na gaveta durante a sua experiência governativa. - A lucidez que lhe permitiu tratar da forma despudorada amigos como Jaime Serra, Salgado Zenha, Manuel Alegre e tantos outros. - A lucidez que lhe permitiu governar sem ler os “dossiers”.. - A lucidez que lhe permitiu não voltar a ser primeiro-ministro depois de tão fantástico desempenho no cargo. - A lucidez que lhe permitiu pôr-se a jeito para ser agredido na Marinha Grande e, dessa forma, vitimizar-se aos olhos da opinião pública e vencer as eleições presidenciais. - A lucidez que lhe permitiu, após a vitória nessas eleições, fundar um grupo empresarial, a Emaudio, com “testas de ferro” no comando e um conjunto de negócios obscuros que envolveram grandes magnatas internacionais. - A lucidez que lhe permitiu utilizar a Emaudio para financiar a sua segunda campanha presidencial. - A lucidez que lhe permitiu nomear para Governador de Macau Carlos Melancia, um dos homens da Emaudio. - A lucidez que lhe permitiu passar incólume ao caso Emaudio e ao caso Aeroporto de Macau e, ao mesmo tempo, dar os primeiros passos para uma Fundação na sua fase pós-presidencial. - A lucidez que lhe permitiu ler o livro de Rui Mateus, “Contos Proibidos”, que contava tudo sobre a Emaudio, e ter a sorte de esse mesmo livro, depois de esgotado, jamais voltar a ser publicado. - A lucidez que lhe permitiu passar incólume as “ligações perigosas” com Angola, ligações essas que quase lhe roubaram o filho no célebre acidente de avião na Jamba (avião esse transportando de diamantes, no dizer do então Ministro da Comunicação Social de Angola). - A lucidez que lhe permitiu, durante a sua passagem por Belém, visitar 57 países (“record” absoluto para a Espanha – 24 vezes – e França – 21), num total equivalente a 22 voltas ao mundo (mais de 992 mil quilómetros). - A lucidez que lhe permitiu visitar as Seychelles, esse território de grande importância estratégica para Portugal, aproveitando para dar uma voltinha de tartaruga. - A lucidez que lhe permitiu, no final destas viagens, levar para a Casa-Museu João Soares uma grande parte dos valiosos presentes oferecidos oficialmente ao Presidente da Republica Portuguesa. - A lucidez que lhe permitiu guardar esses presentes numa caixa-forte blindada daquela Casa, em vez de os guardar no Museu da Presidência da Republica. - A lucidez que lhe permite, ainda hoje, ter 24 horas por dia de vigilância paga pelo Estado nas suas casas de Nafarros, Vau e Campo Grande. - A lucidez que lhe permitiu, abandonada a Presidência da Republica, constituir a Fundação Mário Soares. Uma fundação de Direito privado, que, vivendo à custa de subsídios do Estado, tem apenas como única função visível ser depósito de documentos valiosos de Mário Soares. Os mesmos que, se são valiosos, deviam estar na Torre do Tombo. - A lucidez que lhe permitiu construir o edifício-sede da Fundação violando o PDM de Lisboa, segundo um relatório do IGAT, que decretou a nulidade da licença de obras. - A lucidez que lhe permitiu conseguir que o processo das velhas construções que ali existiam e que se encontrava no Arquivo Municipal fosse requisitado pelo filho e que acabasse por desaparecer convenientemente num incêndio dos Paços do Concelho. - A lucidez que lhe permitiu receber do Estado, ao longo dos últimos anos, donativos e subsídios superiores a um milhão de contos. - A lucidez que lhe permitiu receber, entre os vários subsídios, um de quinhentos mil contos, do Governo Guterres, para a criação de um auditório, uma biblioteca e um arquivo num edifico cedido pela Câmara de Lisboa. - A lucidez que lhe permitiu receber, entre 1995 e 2005, uma subvenção anual da Câmara Municipal de Lisboa, na qual o seu filho era Vereador e Presidente. - A lucidez que lhe permitiu que o Estado lhe arrendasse e lhe pagasse um gabinete, a que tinha direito como ex-presidente da República, na… Fundação Mário Soares. - A lucidez que lhe permite que, ainda hoje, a Fundação Mário Soares receba quase 4 mil euros mensais da Câmara Municipal de Leiria. - A lucidez que lhe permitiu fazer obras no Colégio Moderno, propriedade da família, sem licença municipal, numa altura em que o Presidente era… João Soares. - A lucidez que lhe permitiu silenciar, através de pressões sobre o director do “Público”, José Manuel Fernandes, a investigação jornalística que José António Cerejo começara a publicar sobre o tema. - A lucidez que lhe permitiu candidatar-se a Presidente do Parlamento Europeu e chamar dona de casa, durante a campanha, à vencedora Nicole Fontaine. - A lucidez que lhe permitiu considerar Jose Sócrates “o pior do guterrismo” e ignorar hoje em dia tal frase como se nada fosse. - A lucidez que lhe permitiu passar por cima de um amigo, Manuel Alegre, para concorrer às eleições presidenciais mais uma vez. - A lucidez que lhe permitiu, então, fazer mais um frete ao Partido Socialista. - A lucidez que lhe permitiu ler os artigos “O Polvo” de Joaquim Vieira na “Grande Reportagem”, baseados no livro de Rui Mateus, e assistir, logo a seguir, ao despedimento do jornalista e ao fim da revista. - A lucidez que lhe permitiu passar incólume depois de apelar ao voto no filho, em pleno dia de eleições, nas últimas Autárquicas. No final de uma vida de lucidez, o que resta a Mário Soares? Resta um punhado de momentos em que a lucidez vem e vai. Vem e vai. Vem e vai. Vai…. e não volta mais. Enquanto tivemos empréstimos, já se lembrou que éramos pobres e que a regra é deixar património para os filhos e não uma herança de dividas? Para quem tem memória curta! Não é por acaso que foi cognominado de viajante… A Moral dum exímio gastador!!!!! Alguém se lembra do nosso Presidente Soares e das suas viagens? Vamos lá fazer um resumo de onde foram gastos milhões dos nossos impostos, só em viagens, com a sua comitiva… tudo pago pelo contribuinte, claro! 1986 11 a 13 de Maio – Grã-Bretanha 06 a 09 de Julho – França 12 a 14 de Setembro – Espanha 17 a 25 de Outubro – Grã-Bretanha e França 28 de Outubro – Moçambique 05 a 08 de Dezembro – São Tomé e Príncipe 08 a 11 de Dezembro – Cabo Verde 1987 15 a 18 de Janeiro – Espanha 24 de Março a 05 de Abril – Brasil 16 a 26 de Maio – Estados Unidos 13 a 16 de Junho – França e Suíça 16 a 20 de Outubro – França 22 a 29 de Novembro – Rússia 14 a 19 de Dezembro – Espanha 1988 18 a 23 de Abril – Alemanha 16 a 18 de Maio – Luxemburgo 18 a 21 de Maio – Suíça 31 de Maio a 05 de Junho – Filipinas 05 a 08 de Junho – Estados Unidos 08 a 13 de Agosto – Equador 13 a 15 de Outubro – Alemanha 15 a 18 de Outubro – Itália 05 a 10 de Novembro – França 12 a 17 de Dezembro – Grécia 1989 19 a 21 de Janeiro – Alemanha 31 de Janeiro a 05 de Fevereiro – Venezuela 21 a 27 de Fevereiro – Japão 27 de Fevereiro a 05 de Março – Hong-Kong e Macau 05 a 12 de Março – Itália 24 de Junho a 02 de Julho – Estados Unidos 12 a 16 de Julho – Estados Unidos 17 a 19 de Julho – Espanha 27 de Setembro a 02 de Outubro – Hungria 02 a 04 de Outubro – Holanda 16 a 24 de Outubro – França 20 a 24 de Novembro – Guiné-Bissau 24 a 26 de Novembro – Costa do Marfim 26 a 30 de Novembro – Zaire 27 a 30 de Dezembro – República Checa 1990 15 a 20 de Fevereiro – Itália 10 a 21 de Março – Chile e Brasil 26 a 29 de Abril – Itália 05 a 06 de Maio – Espanha 15 a 20 de Maio – Marrocos 09 a 11 de Outubro – Suécia 27 a 28 de Outubro – Espanha 11 a 12 de Novembro – Japão 1991 29 a 31 de Janeiro – Noruega 21 a 23 de Março – Cabo Verde 02 a 04 de Abril – São Tomé e Príncipe 05 a 09 de Abril – Itália 17 a 23 de Maio – Rússia 08 a 11 de Julho – Espanha 16 a 23 de Julho – México 27 de Agosto a 01 de Setembro – Espanha 14 a 19 de Setembro – França e Bélgica 08 a 10 de Outubro – Bélgica 22 a 24 de Novembro – França 08 a 12 de Dezembro – Bélgica e França 1992 10 a 14 de Janeiro – Estados Unidos 23 de Janeiro a 04 de Fevereiro – India 09 a 11 de Março – França 13 a 14 de Março – Espanha 25 a 29 de Abril – Espanha 04 a 06 de Maio – Suíça 06 a 09 de Maio – Dinamarca 26 a 28de Maio – Alemanha 30 a 31 de Maio – Espanha 01 a 07 de Junho – Brasil 11 a 13 de Junho – Espanha 13 a 15 de Junho – Alemanha 19 a 21 de Junho – Itália 14 a 16 de Outubro – França 16 a 19 de Outubro – Alemanha 19 a 21 de Outubro – Áustria 21 a 27 de Outubro – Turquia 01 a 03 de Novembro – Espanha 17 a 19 de Novembro – França 26 a 28 de Novembro – Espanha 13 a 16 de Dezembro – França 1993 17 a 21 de Fevereiro – França 14 a 16 de Março – Bélgica 06 a 07 de Abril – Espanha 18 a 20 de Abril – Alemanha 21 a 23 de Abril – Estados Unidos 27 de Abril a 02 de Maio – Grã-Bretanha e Escócia 14 a 16 de Maio – Espanha 17 a 19 de Maio – França 22 a 23 de Maio – Espanha 01 a 04 de Junho – Irlanda 04 a 06 de Junho – Islândia 05 a 06 de Julho – Espanha 09 a 14 de Julho – Chile 14 a 21 de Julho – Brasil 24 a 26 de Julho – Espanha 06 a 07 de Agosto – Bélgica 07 a 08 de Setembro – Espanha 14 a 17 de de Outubro – Coreia do Norte 18 a 27 de Outubro – Japão 28 a 31 de Outubro – Hong-Kong e Macau 1994 02 a 05 de Fevereiro – França 27 de Fevereiro a 03 de Março – Espanha (incluindo Canárias) 18 a 26 de Março – Brasil 08 a 12 de Maio – África do Sul (Tomada de posse de Mandela) 22 a 27 de Maio – Itália 27 a 31 de Maio – África do Sul 06 a 07 de Junho – Espanha 12 a 20 de Junho – Colômbia 05 a 06 de Julho – França 10 a 13 de Setembro – Itália 13 a 16 de Setembro – Bulgária 16 a 18 de Setembro – - França 28 a 30 de Setembro – Guiné-Bissau 09 a 11 de Outubro – Malta 11 a 16 de Outubro – Egipto 17 a 18 de Outubro – Letónia 18 a 20 de Outubro – Polónia 09 a 10 de Novembro – Grã-Bretanha 15 a 17 de Novembro – República Checa 17 a 19 de Novembro – Suíça 27 a 28 de Novembro – Marrocos 07 a 12 de Dezembro – Moçambique 30 de Dezembro a 09 de Janeiro 1995 – Brasil 1995 31 de Janeiro a 02 de Fevereiro – França 12 a 13 de Fevereiro – Espanha 07 a 08 de Março – Tunísia 06 a 10 de Abril – Macau 10 a 17 de Abril – China 17 a 19 de Abril – Paquistão 07 a 09 de Maio – França 21 de Setembro – Espanha 23 a 28 de Setembro – Turquia 14 a 19 de Outubro – Argentina e Uruguai 20 a 23 de Outubro – Estados Unidos 27 de Outubro – Espanha 31 de Outubro a 04 de Novembro – Israel 04 e 05 de Novembro Faixa de Gaza e Cisjordânia 05 e 06 de Novembro – Cidade de Jerusalém 15 a 16 de Novembro – França 17 a 24 de Novembro – África do Sul 24 a 28 de Novembro – Ilhas Seychelles 04 a 05 de Dezembro – Costa do Marfim 06 a 10 de Dezembro – Macau 11 a 16 de Dezembro – Japão 1996 08 a 11 de Janeiro – Angola